sábado, 21 de mayo de 2011

LAGRIMAS....Nuno Guimaraes




Làgrimas,sao pedacinhos de alma que escorrem
quando està escuro
sáo sentidos confundidos feridos pela saudade
sáo goticulas de orvalho condensadas
na superficie gelada das palavras que tu dizes
ou que náo dizes
deixando que o inverno tome conta do meu peito
percorrem rugas de expressáo triste
em enchentes transbordantes de lembrancas
e inundam a face sedenta de um sorriso
Làgrimas sáo de sal
sabem a sal, trazidas por vento forte na alma da maresia
sáo pérolas alinhadas em enfeites de catarse
e sáo por hoje a minha companhi.


(Vienis (um) as. Solidao---De Nuno Guimaraes). Unha poesia chea da pasion pola vidam preocupada e comprometida co sofremento e coa dor do home, coa saudade do amor, e a melancolia polo fracaso....
Publicar un comentario