miércoles, 23 de noviembre de 2011

POR TI (POEMA DE NUNO GUIMARAES).


o silêncio toma conta de mim
roubando-me as palavras
que te queria dizer
o silêncio, comendo-me os restos
as vísceras, os dedos
roubando-me a língua
deixando-me a boca ensanguentada
a escorrer as últimas sílabas
que tingem a cama do tempo
onde me deito
e espero

onde desespero
onde, em silêncio eterno
espero

por ti


(Un novo moi fermoso poema, d eNuno Guimaraes, publicado en Outubro no seu blog. .. Minha Gaveta...
http://minha-gaveta.blogspot.com/2011_10_01_archive.html). Xa vos falei en outras ocasions da sua poesia, chea d eritmo, de sensibilidade, de aromas e vida.....
Publicar un comentario